Notícias

Justiça manda Núbia Cozzolino excluir vídeo no qual faz acusações sem provas contra o vice-prefeito de Magé


A ex-prefeita de Magé, Núbia Cozzolino, vai ter de excluir de seu blog e de sua página no facebook vídeo postado por ela, no qual faz graves acusações ao vice-prefeito da cidade, Vandro Lopes Gonçalves, o Vandro Família, sem base alguma. Decisão nesse sentido foi tomada há pouco pelo juiz da Vara Cível de Piabetá, Orlando Eliziaro Feitosa, no processo Processo nº 0002404-61.2018.8.19.0075, movido contra ela.  O magistrado entendeu que as alegações de Vandro no processo "são de extrema gravidade e evidentemente lesam a moral do autor".  O juiz citou ainda, que "em uma sociedade democrática e digitalizada, a responsabilidade social em redes sociais se mostra questão de extrema importância, já que campanhas difamatórias podem atingir espectro gigantesco, dependendo da quantidade de acessos e visualizações, tudo isto em curto espaço de tempo, ainda mais, quando não revestidas da devida comprovação".

"Pela análise da inicial, verifico que a ré postou vídeo no dia 20/03/2018, através do perfil blog da Nubia Cozzolino pertencente à rede social Facebook, onde faz ofensas diretas ao autor (vice-prefeito), ao afirmar que o mesmo é milicano, assassino e já matou diversas pessoas. Acrescento que o citado vídeo não é acompanhado de nenhuma documento ou qualquer comprovação do alegado", estendeu o magistrado.

As acusações sem provas feitas pela ex-prefeito se deram em uma postagem preparada supostamente para lamentar a morte do quinto suplente de vereador pelo PTB de Magé, Paulo Henrique Dourado Teixeira, o Paulinho P9, ocorrida na última terça-feira, mas o conteúdo principal foram os ataques ao vice prefeito e ao governo municipal, tendo ela afirmado que os tiros que mataram P9 partiram do Palacio Anchieta, sede do governo. Ela também afirmou que o vice-prefeito é miliciano, bandido e que já matou várias pessoas, mas não apresentou prova alguma para sustentar suas afirmações.

Caso descumpra a decisão Núbia Cozzolino terá de pagar multa de R$5 mil por cada dia que o vídeo permanecer no ar.

Fonte:http://www.elizeupires.com/


Comente você também!

Nome:

E-mail:


Comentário:



Comentários Cadastrados:


Serviço Oferecido por Cabreu Voip
Sistema Midia Ambiente