Notícias

Ex-presidente de autarquia de Arraial do Cabo pega 134 anos


Francisco Eduardo Freire Barbosa, o Chico da Ecatur, foi condenado a 134 anos de prisão
Chico da Ecatur comandava organização criminosa na Região dos Lagos

Preso desde novembro de 2015, quando era presidente da Empresa Cabista de Desenvolvimento Urbano e Turismo (Ecatur) - autarquia responsável pelo serviço de limpeza pública no município de Arraial do Cabo -, Francisco Eduardo Freire Barbosa, o Chico da Ecatur, foi condenado a 134 anos de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro, peculato, obstrução da Justiça e organização criminosa, com imputações de crimes contra a administração pública municipal. Com ele foram condenadas outras 14 pessoas, entre elas, Carlos Eduardo Rocha Freire Barboza, o Cadu Playboy, filho de Francisco. Durante as investigações foi comprovado uma empresa emprestada de dois irmãos era usada para lavar dinheiro obtido ilicitamente na Ecatur. De acordo com o entendimento do juízo da 2ª Vara de São Pedro da Aldeia, "as ações criminosas foram perniciosas no sentido de fundir o poder político com o poder do narcotráfico e de manter desvios de recursos públicos".

Tudo começou com uma operação realizada em novembro de 2014 pela Polícia Federal para desmontar uma organização criminosa que controlava o tráfico de drogas, comercialização de armas de fogo e munições e lavagem de dinheiro na Região dos Lagos.  Nas buscas e apreensões foram encontrados documentos que mostraram o envolvimento de outras pessoas e indicaram atos de lavagem de dinheiro e prática de crimes contra a administração municipal de Arraial do Cabo.  Segundo foi apurado, da Empresa Cabista de Desenvolvimento Urbano e Turismo foi usada para lavar dinheiro do drogas, liderado por Cadu Playboy.  

Entre os condenados estão os empresários Otto Maciokas e Peter Maciokas, donos da empresa OLM que, segundo o Ministério Público, fora usada "ara ocultar e dissimular a origem e a propriedade de bens e valores provenientes, direta ou indiretamente, dos delitos de tráfico ilícito de entorpecentes e dos peculatos praticados em prejuízo do município de Arraial do Cabo e da Ecatur".

Os demais sentenciados são Victor Pimentel Canela, Arivaldo Cavalcanti Filho, João Gomes da Silva Júnior, Agnaldo Silvio Luiz, Pierre de Aguiar Cardoso, Sérgio Evaristo Plácido de Aguiar, Cláudio Sérgio de Mello Correa, Jane Mello Barboza, Marcelo Adriano Santos de Oliveira, Raynna Ferreira Ribeiro de Lima Teixeira e Camila Vignoli.


Fonte:http://www.elizeupires.com/


Comente você também!

Nome:

E-mail:


Comentário:



Comentários Cadastrados:


Serviço Oferecido por Cabreu Voip
Sistema Midia Ambiente